quinta-feira, 5 de março de 2015

COMENTANDO MINHAS LEITURAS: OBRAS DE EIDER FURTADO

De 13 de fevereiro até o dia 2 de março de 2015 estive lendo as obras de Eider Furtado.  Foram quatro livros. São eles:
Depois 

Em seguida

  

E por último


Quatro volumes indispensáveis a todo leitor que desejar saber mais sobre a história de Natal. São relatos trazidos da memória de Eider Furtado, que escrevendo, comportar-se como quem conversa com o leitor, numa prosa que flui de maneira prazerosa e nos prende em suas lembranças. Aprendi muito com ele. Soube mais de Natal. Vivi com ele, enquanto leitor,  sua história. Se antes quando eu olhava para Eider Furtado tinha por ele um respeito pelo seu porte de ancião, agora, depois dessas leituras, nutro por esse escritor uma admiração imensa. Sua história de vida é um exemplo de homem íntegro, de batalhador, de um herói no significado mais nobre e bonito dessa palavra. Eider Furtado, um cidadão que esse ano completará 91 anos de vida deixa sua marca nas estantes da literatura, no gênero memorialístico, mostrando ao leitor que para vencer não precisa se vender, basta acreditar nos sonhos e buscá-los de forma imperiosa. Foi muito feliz Carlos Miranda Gomes, quando ao saudá-lo na XIV Semana Jurídica da UNP, da qual Eider Furtado foi patrono, disse em seu discurso uma frase que tinha ouvido de uma aluna: "Não é somente importante acrescentar anos à vida, mas também vida aos anos".