terça-feira, 24 de março de 2015

SOU DA TERRA NORDESTINA ....

O poeta Marcos Medeiros pois recentemente em seu facebook a seguinte estrofe de sua autoria













Sou da terra nordestina,
sou do cabo da peixeira,
sou pelo canto afamado,
sou sabiá laranjeira,
sou gosto de sol e chuva,
sou mão calosa, sem luva,
sou o mourão da porteira!


O poeta Gélson Pessoa  leu e deu sequência....















 Sou da Terra Nordestina,
sou bode com macaxeira,

sou do cabo da enxada,
sou o cordel lá da feira,
sou poeta, embolador,
sou bem-te-vi numa flor,
sou o São João, sou fogueira!


Aí, Mané Beradeiro também resolveu participar com a estrofe abaixo















Sou da terra nordestina
Sou da praia e sertão
Sou da cana de açúcar

Sou do cabo do facão
Sou alfenim,, rapadura
Sou balaio de fartura
Sou ferro de marcação