quinta-feira, 27 de julho de 2017

SARAU QUINTA DAS ARTES



SEGUNDA EDIÇÃO DO SARAU QUINTA DAS ARTES ACONTECERÁ DIA 03 DE AGOSTO NO IFRN CIDADE ALTA
Será realizado no próximo dia 03 de agosto, das 19:00 às 22:00h, no Auditório do IFRN Cidade Alta (Av. Rio Branco, 743, Centro, em Natal-RN), a segunda edição do SARAU QUINTA DAS ARTES.
O Projeto SARAU QUINTA DAS ARTES é uma realização da ASSEFIT-RN, Associação dos Ex-alunos das Escolas Federais, Industriais e Técnicas do RN, e tem o objetivo de valorizar a cultura brasileira, em especial, a potiguar; promovendo a apresentação de artistas associados e não-associados em um evento multicultural.
O Evento terá uma intensa programação envolvendo várias linguagens artísticas, como Cinema, Poesia, Artes Plásticas e Música. Nessa edição de Agosto teremos um Bate-Papo Literário com Anchella Monte, Anchieta Rolim e Junior Dalberto. A exibição do curta-metragem “Incontinências”, de Paulo Dumaresq e a apresentação musical da cantora e compositora JAMILLY MENDONÇA, que fará o pocket show “Vim te Ver”, com amplo destaque para a música potiguar.
A programação ainda contará com a Exposição “Cidades” do poeta e artista plástico Anchieta Rolim.
A ASSEFIT-RN irá realizar novas edições do SARAU QUINTA DAS ARTES em outubro e dezembro contando com o importante apoio do IFRN e da Zine Arte Produções.
Maiores informações contatar Aluízio Mathias, Tel. 98721-7705; Carla Alves, Tel. 98809-7414 e João Oliveira/Assefit-RN, 99930-7898.

NESTE SÁBADO VÁ AO PARQUE DA CIDADE CONHECER O MENINO DO DEDO VERDE


quarta-feira, 26 de julho de 2017

MANÉ BERADEIRO VISITA ESCOLA DOUTOR SADI MENDES

Dia 28 de julho, pela manhã, das 8 às 9h,  o cordelista Mané Beradeiro estará tendo um encontro com alunos e avós, na Escola Municipal Dr.  Sadi Mendes, a convite da Professora, Mediadora de Leitura Vera Vilela.

Na oportunidade o poeta falará sobre seus poemas, enfocando principalmente o seu mais recente folheto, " A avó com a saia de merinó - a poética história de Dindinha".  A Escola Dr. Sadi Mendes fica localizada à Rua Santa Luzia, em Nova Parnamirim.



sábado, 22 de julho de 2017

INSCREVA-SE NO CANAL MANEBERADEIRO


CONHEÇA A ESTAÇÃO DO CORDEL EM NATAL


Existe em Natal, na Praça Padre João Maria, bairro Cidade Alta, ali por trás da antiga catedral, um espaço destinado ao mundo da literatura do cordel. É a Estação do Cordel,  onde o visitante pode encontrar folhetos de diversos poetas do Rio Grande do Norte e outros estados, livros sobre o assunto, camisetas estampadas, quadros, etc. Uma loja voltada para a mais genuína expressão poética da literatura brasileira. Lá também estão disponíveis os folhetos de Mané Beradeiro.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

SARAU DE ANANIAS I

UM SARAU HOMENAGEANDO AS AVÓS

O projeto Parnamirim - um rio que flui para o mar de leitura irá realizar  na próxima terça feira, dia 25 de julho, às 14h30m, no auditório Clênio José dos Santos um sarau dedicado a  avó. A tarde promete ser cheia de emoções com a participação dos alunos e professores, além de ter a participação especial do poeta Manoel Cavalcante.

terça-feira, 18 de julho de 2017

CMEI MARIA LEONOR ADOTOU LIVRO DOUTOR BUTI

O Centro Municipal de Educação Infantil- CMEI - Maria Leonor - localizado  à Rua Brigadeiro Trompowisky, em Panamirim-RN é a mais recente instituição escolar a adotar o livro infantil Doutor Buti, para ser trabalhado junto aos alunos.

A parceria foi fechada hoje pela manhã, com o escritor Francisco Martins. Na oportunidade, quando entregava os livros, já houve sessão de autógrafos. O autor voltará em agosto, dia 23, quando fará apresentação de Leiturino nos turnos matutino e vespertino.






segunda-feira, 10 de julho de 2017

ACLA PUBLICA EDITAL DE VAGAS


ACADEMIA CEARÁ-MIRINENSE DE LETRAS E ARTES “PEDRO SIMÕES NETO”
EDITAL DE COMUNICAÇÃO DE VAGAS
Pelo presente Edital, se comunica a existência de 2 (duas) Cadeiras vagas nesta Academia, a saber:
- Cadeira número 4, que tem como Patrono Maria Magdalena Antunes Pereira;
- Cadeira número 6, que tem como Patrono José Augusto Meira Dantas.
Estas Cadeiras deverão ser preenchidas de conformidade com o que determina o Estatuto Social, através do artigo 5, II, 6 e 9 e seus parágrafos, que ora transcrevemos.
“Art. 5 - Os sócios da Academia Ceará-Mirinense de Letras e Artes “Pedro Simões Neto”-ACLA são de cinco categorias, a saber:
I - ...............
II - EFETIVOS, os que preencherem os seguintes pré-requisitos para a admissão:
a) ser ceará-mirinense nato ou gozar de cidadania do município por título outorgado pela Câmara Municipal ou, ainda, ter ligações afetivas e/ou profissionais com o Município;
b) ter publicado ou desenvolvido trabalho de notório valor cultural nos campos da literatura, da história, das artes ou das ciências, a juízo da Comissão de Análise de Candidatos;
..............
Art. 6 - Os sócios EFETIVOS [...] serão admitidos mediante proposta subscrita por dois outros sócios fundadores e/ou efetivos, ou a pedido do próprio interessado, aprovada pela Diretoria e submetida à Assembleia Geral; [...]
Parágrafo único - Na hipótese de ser a indicação proposta e subscrita por dois outros sócios fundadores e/ou efetivos deverá receber a aquiescência do candidato.
Art. 9 - As vagas de membros EFETIVOS que vierem a ocorrer serão preenchidas mediante escrutínio secreto, em sessão especialmente convocada, no mínimo, noventa dias após a declaração da vacância.
§ 1° - A eleição processar-se-á pelo Regimento Interno da Academia, devidamente aprovado em Assembleia Geral.
§ 2° - A inscrição do candidato será feita em documento por ele assinado, acompanhado de comprovação do preenchimento dos requisitos de que trata o art. 6º.
§ 3° - Considerar-se-á eleito o candidato que obtiver a maioria absoluta dos votos dados, pessoalmente ou por correspondência, pelos membros da Academia.”
Caso alguém, que preencha os requisitos preconizados pelo Estatuto Social da ACLA e tenha interesse em ocupar uma das Cadeiras, que oficialize a sua pretensão, na forma prevista através dos dispositivos legais referidos, dentro do prazo de 15 dias, contados a partir da data desta publicação, feita hoje, dia dez do mês de julho do ano de dois mil e dezessete (10/07/2017).
Fica esclarecido que, qualquer proposta, feita em desacordo com os dispositivos legais ora transcrito, não será apreciada.
Possíveis dúvidas, contatar com qualquer Acadêmico da ACLA, pessoalmente ou por mensagem in box deste facebook ou pelo e-mail aclapedrosn@gmail.com
A DIRETORIA

INAH BEZERRA - UM DIAMANTE QUE A VIDA BURILOU


Francisco Martins e Inah Bezerra
Inah Bezerra, quem foi essa mulher? Uma pergunta intrigante que guarda muitas respostas. Diria que foi uma memorialista escondida entre as folhas das suas anotações, fotógrafa nas horas vagas, poeta na existência, leitora de bom gosto,  dedicada mãe, uma eremita que viveu entre nós e poucos tiveram o privilégio de conhecê-la. Inah Bezerra foi um diamante que veio ao mundo em 22 de agosto de 1920 e a vida a burilou ao longo de 89 anos e 11 meses.  Nasceu em Carnaúbas dos Bezerra (Parelhas-RN) e despediu-se da terra em julho de 2010.  Tive a graça de conhecê-la, quando Nina Bezerra me levou para uma tarde cultural no apartamento em que ela vivia. Foi inesquecível, cheia de encanto. Inah Bezerra permitiu que eu visse seus cadernos de anotações, tudo organizado com muito carinho e cheio de histórias, escritas por aquelas mãos octagenárias.

Nina Bezerra
Hoje, quando estamos no mês da partida de Inah Bezerra, começamos a registrar a sua marca na literatura, através da pesquisa que está fazendo a sua filha Nina Bezerra, que de forma incansável tem buscado recuperar tudo que a mãe escreveu. Breve poderemos enriquecer a literatura do Rio Grande do Norte, com uma obra inédita, que está sendo organizada por mim e pela própria filha e que terá o selo da Editora Carolina Cartonera. Em vida, Inah Bezerra chegou a publicar um pequeno livro: "Caderno de Pano" que em 2011 teve sua segunda edição. Sobre isso leia meu comentário no link: Caderno de Pano. 
Mas, gostaria de compartilhar com o leitor, a prosa poética de Inah Bezerra, escrita em forma de carta. Leia-a, e depois não esqueça de ver as considerações que eu faço sobre o aludido texto.

Enfim, o inverno trazendo novas esperanças

1984

Amiga Lucrécia

Desejo que esta carta encontre você com Boa Saúde. Fiz uma ótima viagem e aqui estou nesta bela e limpa cidade do Acari, que talvez por sua proximidade com o açude Gargalheiras é indiscutivelmente o Jardim do Seridó. Sua população é ordeira e pacata, aqui não existe  Pendências de modo que pouco se registra algum tipo de queixa na delegacia do Tenente  Ananias onde estou trabalhando.
O inverno por aqui já começou como que entrando por uma Portalegre, fazendo com a Pureza de sua Água Nova que todo o Tabuleiro Grande que é o nosso sertão se transforme numa extensa Baixa Verde cercada pelas Serra da Borborema.
É gratificante observar a satisfação das pessoas, também pudera, mais um ano de estiagem seria uma Nova Cruz para elas que já se encontravam quase tão descrentes como São Tomé.  Aqui as festas folclóricas são animadíssimas, valendo salientar um número que consiste de um vaqueiro pegar Parelhas  com Touros, criados em Currais Novos construídos com toros de Angicos, árvore abundante na região.
O artesanato é riquíssimo, as esteiras de Junco e os Pilões feitos de Pedra Preta, são verdadeiras obras de arte. 
Eu tencionava passar minhas férias por aqui para apreciar as festas de Santo Antonio, São João e São Pedro, as fogueiras queimando no alto da Serra da Rajada, o que deve  ser uma bonita visão panorâmica, um Encanto para os olhos. Mas a Passagem já está comprada, e mesmo já estou sentindo saudade da lua cheia prateando a folhagem dos Coqueiros e a Areia Branca de nossa querida Baía Formosa. 
Breve estarei por aí.
Um abraço do amigo
Martins.

PS: Como este Rio Grande do Norte é imenso!  Sinto-me tão distante! É como se estivesse perto da linha do Equador.
( O mesmo)
Considerações: Como é notório, publiquei em negrito os nomes dos lugares que Inah Bezerra, nesta carta fictícia, faz menção a toponímia do Rio Grande do Norte. Dos 167 municípios do estado, a escritora trouxe 28 para o texto, além de 4 distritos:  Gargalheiras,  Serra da Rajada, Junco e Coqueiros, encaixando de forma prazerosa na construção da missiva.

Eis um pouco da criatividade da mulher especial que foi Inah Bezerra.
Referências:
Foto de Nina Bezerra:  Postagem no facebook de Ninocha Potiguara, dia 27 de agosto de 2016.
Carta  - caderno de anotações, poemas e memórias de Inah Bezerra. 

Francisco Martins
10 de julho de 2017

terça-feira, 4 de julho de 2017

FEIRA DE ARTESANATO

Muita arte pra ser vista, apreciada e comprada principalmente na próxima edição da Garajal, um evento que reúne o que há de melhor nesse setor. Vale a pena se agendar e ir até o local conferir a beleza das produções artísticas.

ESCOLA ÍRIS DE ALMEIDA ADOTA "DOUTOR BUTI"

Hoje pela manhã fui à Escola Municipal Professora Íris de Almeida, no bairro Monte Castelo- Parnamirim-RN, para fechar a parceria da adoção do meu livro infantil "Doutor Buti" com aquela instituição.  A conversa, como sempre, agradabilíssima, com a Professora (Mediadora de Leitura) Francilene.Nunes que teve a ideia de trabalhar esse texto com os alunos. Agendamos a visita que acontecerá na segunda quinzena de julho, oportunidade em que eles poderão conhecer mais do autor e de como surgiu o livro. Na mesma manhã já houve vendas e autógrafos para a sala da Professora Dami - 2º Ano A.



segunda-feira, 3 de julho de 2017

MANÉ BERADEIRO ESCREVE CORDEL ATEMPORAL

O poeta se faz de instantes da inspiração. Comigo aconteceu na madrugada desta segunda feira, 1 h e  eu deitado sem  sono algum. Foi chegando a ideia de fazer um cordel, as cenas apareciam em minha mente, as palavras dançavam, davam-se as mãos na tentativa de formarem versos, que se abraçavam em estrofes. Sabia que quando isso acontece é inegável desconsiderá-la, é uma dádiva de Deus. Ergui, tomei um copo d'água, fui à mesa e comecei a escrever. O silêncio da madrugada, uma chuva fina,  um vento que ninava as folhas do cajueiro e bem próximo de mim um texto com mais de dois mil anos de existência,  Mateus 4: 1-11,  que trata sobre a tentação de Jesus. Li e como poeta fui buscar a licença de transportar parte daquela mensagem para meu cordel, começava nesta madrugada o trabalho de parto de mais um cordel, às 3 horas  tinha produzido 18 estrofes em sextilhas. Fui dormir, acordei às 6 h e somente à noite, por volta das 19 h retornei a escrever. Por volta das 20:40 h nascia "Jesus e o Diabo no Rio Grande do Norte". 

Algumas estrofes do cordel


Estava lendo a Bíblia
Me empolgando com Jesus
Que enfrentava o Diabo
Para vencê-lo na cruz
Quando fiquei sonolento
Logo  apaguei a luz.
 ...


Subiu enxofre queimado
Derreteu minhas esporas
Eu pensei:  é o “Capeta”!
Só num me caguei na hora
Porque um anjo divino
Me socorreu sem demora.

...


Eu pensei nos que se foram
 Em todos os meus parentes
Sozinho naquela gruta
Um calor sem procedente
Não entendia de nada
Mas permanecei  temente.
 ... 

Jesus estava orando
“Coisa Ruim” apareceu
E foi logo  aregando
Cutucando o hebreu
Mostrando que tinha muque
Pra tudo que é judeu.
...


Levou Ele para  Lajes
No Pico do Cabugi
Prometeu  dar-lhe de tudo:
Rede, pote, juriti
E como Jesus não quis
Nunca mais choveu ali.